Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Efeito de Estufa

O que se entende por efeito de estufa?
 
O efeito de estufa é de facto um fenómeno natural e é responsável pelo aquecimento do nosso planeta.
Durante o dia, parte da energia solar é captada pela superfície da Terra e absorvida, outra parte é irradiada para a atmosfera. Os gases naturais que existem na atmosfera funcionam como uma capa protectora que impede a dispersão total desse calor para o espaço exterior, evitando que durante o período nocturno se perca calor. E como tal, o planeta permanece quente.
Certos gases, como o dióxido de carbono, criam uma espécie de telhado, como o de uma estufa, sobre a Terra - daí o nome do fenómeno -, deixando a luz do Sol entrar e não deixando o calor sair.
Se não existisse efeito de estufa, a temperatura da superfície terrestre seria, em média, cerca de 34ºC mais fria do que é hoje.
O efeito de estufa gerado pela natureza é, não só benéfico, mas imprescindível para a manutenção da vida sobre a Terra. Se a composição dos gases raros for alterada, para mais ou para menos, o equilíbrio térmico da Terra também sofrerá alterações.

 

publicado por silvinha310 às 17:36

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

Taxa de Crescimento Efectivo

A Taxa de Crescimento Efectivo do Baixo Vouga em 2000 era de 0,55%, tido esta diminuido em 2007 para 0,29%, ou seja, a taxa de crescimento efectivo nestes últimos 7 anos diminuiu cerca de 0,26%, o que é mau, porque apresenta um crescimento natural negativo e um saldo migratóio positivo, o que faz com que haja muitos portugueses a sair de Portugal ou muitos imigrantes a cá entrar o que não é bom.

 

O que se preve para um futuro próximo, é que a Taxa de Crescimento Efectivo contínuo a diminuir até que se torne numa Taxa de Crescimento Efectivo negativa.

 

Quadro III:Taxa de Crescimento Efectivo

Local de residência
Taxa de crescimento efectivo (%) por Local de residência
Período de referência dos dados
2007
2000
%
%
Portugal
0,17
0,60
Continente
0,16
0,64
Centro
0,00
0,55
Baixo Vouga
0,29
1,19

Fonte:INE

publicado por silvinha310 às 17:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Taxa de Natalidade, de Mortalidade e do Crescimento Natural

A Taxa de Natalidade na região do Baixo Vouga é diversificada nos seus conselhos. O conselho com uma menor taxa de natalidade é o conselho de Anadia com 6,5‰ e o conselho com uma maior taxa de natalidade é o conselho de Murtosa com 11,5‰.

 

A Taxa de Mortalidade na região do Baixo Vouga também é diversificada. O conselho com uma menor taxa de mortalidade é o conselho de Ovar com 7,3‰ e o conselho com uma maior taxa de mortalidaede é o conselho de Murtosa com 12,6‰.

 

 A Taxa de Crescimento Natural na região do Baixo Vouga é muito baixa. O conselho com uma menor taxa de crescimento natural é o conselho de Ílhavo com 0,16% e o conselho com uma maior taxa de crescimento natural é o de Murtosa com -0,11%.

 

Quadro II: Taxa de Natalidade, de Mortalidade e do Crescimento Natural

Período de referência dos dados
Local de residência
Taxa de crescimento natural (%) por Local de residência
Taxa bruta de natalidade (‰) por Local de residência
Taxa bruta de mortalidade (‰) por Local de residência
%
2007
Portugal
-0,01
9,7
9,8
Continente
-0,02
9,6
9,8
Centro
-0,29
8,4
11,3
Baixo Vouga
-0,01
8,8
9,0
Águeda
-0,12
8,3
9,5
Albergaria-a-Velha
0,05
9,3
8,8
Anadia
-0,44
6,5
10,9
Aveiro
0,13
9,5
8,2
Estarreja
-0,15
8,9
10,4
Ílhavo
0,16
9,9
8,3
Mealhada
0,07
9,5
8,8
Murtosa
-0,11
11,5
12,6
Oliveira do Bairro
0,05
10,3
9,9
Ovar
0,06
7,9
7,3
Sever do Vouga
-0,33
7,3
10,6
Vagos
0,03
8,6
8,4
Taxa de crescimento natural (%) por Local de residência
Taxa bruta de natalidade (‰) por Local de residência
Taxa bruta de mortalidade (‰) por Local de residência

Fonte:INE

publicado por silvinha310 às 16:36

link do post | comentar | favorito

Aumento ou Diminuição da população do Baixo Vouga

A população no Baixo Vouga nos últimos 7anos aumentou cerca de 10,5 (Nº./km²), pois a qualidade de vida no litoral em relação ao interior aumentou, as acessibilidades hospitalares, indústriais, comeriais e educacionais melhoraram e a oferta de emprego também aumentou.

publicado por silvinha310 às 16:25

link do post | comentar | favorito

Densidade Populacional

Portugal apresenta uma densidade populaciona de cerca 115,3 (N.º/ km²), a região do Centro do país apresenta uma densidade populacional de cerca 113,8 ( N.º/ km²) e na sub-região do Baixo Vouga a densidade populacional é de 84,6 (Nº./km²).

Logo podemos concluir que a densidade populacional de Portugal tem uma diferença minima em relação à regão Centro do país, sendo de 1,5 (N.º/ km²), já a sub-religão do Baixo Vouga em relação à região do Centro tem uma diferença de 29,2(Nº./km²).
 

Quadro I: Densidade Populacional

Local de residência
Densidade populacional (N.º/ km²) por Local de residência
Período de referência dos dados
2007
N.º/ km²
Portugal
115,3
Continente
113,8
Centro
84,6
Baixo Vouga
221,5

 

Fonte:INE

publicado por silvinha310 às 16:16

link do post | comentar | favorito

Apresentação inicial do Baio Vouga

O Baixo Vouga português é constituido por 12 conselhos que são Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Mealhada, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos.

publicado por silvinha310 às 14:54

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Efeito de Estufa

. Taxa de Crescimento Efect...

. Taxa de Natalidade, de Mo...

. Aumento ou Diminuição da ...

. Densidade Populacional

. Apresentação inicial do B...

.arquivos

. Maio 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds